Os Loucos Anos 20 na Bergdorf Goodman

No ano passado, “O Artista” ganhou cinco Óscares, incluindo os principais – Melhor Filme, Melhor Actor e Melhor Realizador. Talvez inspirada neste sucesso, Frida Giannini criou para a Gucci uma colecção de Primavera/Verão 2012 inspirada na década de 1920. O mesmo se pode apontar nas colecções de Marc Jacobs, Calvin Klein, Etro, Victoria Beckham, Pedro Lourenço, Ralph Lauren e Philosophy by Alberta Ferretti no mesmo ano.

Ia 2012 a meio quando surgiu a notícia de uma nova adaptação do Grande Gatsby, de F.Scott Fitzgerald, pela mão de Baz Luhrmann. Leonardo DiCaprio e Carey Mulligan tomam as rédeas de um filme passado na era gloriosa do Jazz. Mas o interesse cresceu mais ainda quando foi revelado o nome de quem iria desenhar o guarda-roupa. Nada mais, nada menos que Miuccia Prada.

Talvez contagiada por esta febre dos anos 20, a Bergdorf Goodman criou a mais luxuosa e extravagante montra de Natal. Sob a temática da Era do Jazz, “BG Follies of 2012” é a teatralização de uma época experienciada através de exuberantes construções de cenários ao longo das cinco principais montras da loja situada na Quinta Avenida, em Nova Iorque.

David Hoey, Director de Visual Presentation, e a sua equipa demoraram um ano inteiro para tornar este espetáculo real. O trabalho de bastidores foi gravado em vídeo e fotografia pela equipa do TheCoveteur.com que, durante um ano, seguiu a par e passo, todo o processo de conceção e construção deste sonho da década de 20.

Video Behind the Bergdorf Goodman Holiday Windows


imagens via TheCoveteur.com

Ao abrir das cortinas, em Novembro, foram reveladas montras mais do que a imaginação poderia aceitar: senhoras da alta sociedade, nos seus melhores trajes de época, surgem num teatro estilo Arte Déco, os palcos recebem espectáculos de dança ou ilusionismo, dançarinas com as suas plumas e brilhos enchem de luxo os cenários do teatro, milhares de cãezinhos fazem os seus truques, uma banda feminina toca de forma extasiada o Jazz… Cada montra é evocativa de uma experiência única de excessos e vida.

Acto I “By Request”: Uma orquestra feminina é mostrada a tocar Jazz. O cenário é construído para ser visto de frente, permitindo ao público visionar todo o espaço. As cores predominantes são branco e preto, quer no chão de losangos, quer nos adornos da parede, como nos instrumentos ou nas luxuosas peças de Marc Jacobs, Phillip Lim ou Elie Saab. Uma moldura dourada dá o toque final de luxo.


imagens via TheCoveteur.com e ArtsObserver.com

Acto II “Naughty and Nice”: Milhões de penas cobrem o cenário de puro branco, oferecendo uma atmosfera plena de drama e elegância com uma sensação de burlesco. Os dois chandeliers Arte Déco completam um cenário de luxo exuberante. A manequim, central à história, evoca Sally Rand, uma dançarina e actriz do burlesco cujas performances mais conhecidas incluíam danças com penas e balões, trajando um vestido à época, da casa Marchesa.


imagens via TheCoveteur.com e ArtsObserver.com

Acto III “Follies in Miniature”: O espectáculo vai começar e uma dúzia de showgirls preparam-se para tomar o seu lugar no palco. O mais interessante neste cenário? As miniaturas de bonecas fazem parte de uma colecção de bonecas de 1940 que a equipa da Bergdorf Goodman transformou em réplicas de um espetáculo da década de 1920, o Ziegfeld Follies.


imagens via TheCoveteur.com e ArtsObserver.com

Acto IV “Daredevils”: 30 poodles e terriers fazem os seus truques sob o olhar atento de uma treinadora muito glamorosa, vestida de Alexander McQueen Primavera/Verão 2013. No cenário luxuoso de dourados e vermelho, com pequenas evocações à Arte Déco, os cães apresentam os seus melhores truques em bicicletas e plataformas.


imagens via TheCoveteur.com e ArtsObserver.com

Acto V: “The Mirror Kaleidoscope” duas showgirls gémeas brilham nos seus luxuosos vestidos de gala, encomendados de propósito a Naeem Khan para se exibirem nestas montras, enquanto um caleidoscópio, de grande proporções, roda atrás. Esta peça é constituída por, cerca de, mil pequenos espelhos. Cada camada roda para o sentido oposto da camada anterior, oferecendo um efeito caleidoscópio extraordinário.


imagens via TheCoveteur.com e ArtsObserver.com

A animação das montras continua Quinta Avenida adentro, com a multiplicação de novos atos nas ruas 57th e 58th, bem como na loja de roupa masculina.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: